O uso frequente de laxantes pode trazer muitos prejuízos à saúde do seu intestino. Por isso, caso você use sem recomendação médica, é importante deixar de usar laxante.

Algumas pessoas podem realmente necessitar de laxantes, mas apenas o médico saberá dizer se você precisa realmente usá-los por algum problema intestinal.

Quando precisa usar laxante

Os problemas intestinais que podem necessitar usar laxantes são:

  • Anismo, que é a incoordenação dos músculos abdominais e do assoalho pélvico, causando dificuldades de relaxamento do esfíncter anal;
  • Cólon redundante, ou seja, intestino grosso maior do que o normal;
  • Tortuosidade colônica;
  • Espasticidade na musculatura intestinal, ou seja, rigidez muscular;
  • Problemas de contração no esfíncter anal;

Você só vai identificar esses problemas orgânicos ou anatômicos no seu intestino se fizer exames específicos, como manometria anorretal, enema opaco, colonoscopia, raio X, etc.

Como deixar de usar laxante

No entanto, se você não tem esses problemas acima, provavelmente apenas é preciso adequar a sua alimentação e hidratação para melhorar a qualidade da sua evacuação.

Se isso não for suficiente, talvez você precise de um suplemento de fibras. No entanto, é muito importante ter paciência para a retirada de laxantes e depois adotar uma alimentação adequada.

Vamos às dicas desse passo-a-passo eu aprendi na especialização de Nutrição Funcional:

1 ° SEMANA:

  • Beber 3 xícaras de chá de carqueja ao dia nos intervalos das refeições. Para 200 ml de água quente coloque 2 col de chá de folhas, deixe 5 a 10 minutos e coe. Pode misturar alcachofra junto;
  • Consumir 2 colheres de sopa ao dia de mix de farelos nas frutas, iogurtes ou na comida. Receita do mix de farelos: farelo de arroz (250 g), semente de linhaça triturada (250 g), semente de gergelim (150 g), aveia em flocos (250 g).  Comprar os ingredientes em casas naturais, supermercados ou mercado público;
  • Uso de glutamina 5g ao dia, com água, ao deitar. Mandar manipular 7 sachês de 5g ou comprar pronto em casas naturais.

2° SEMANA:

  • Beber 2 xícaras do chá de carqueja, pela manhã e a noite;
  • Usar a mistura de farelos, 2 colheres de sopa ao dia;
  • Iniciar uso de probiótico (converse com o seu nutricionista).

3° SEMANA:

  • Beber 1 xícara de chá de carqueja ao dia;
  • Psyllium: 2 cápsulas ao dia de 500 mg cada. Ingerir 1 hora antes ou 1 hora depois do almoço e jantar;
  • Manter uso de probiótico.

4 ° SEMANA:

  • Manter o uso do Psyllium;
  • dos farelos;
  • dos probióticos.

Orientações básicas para constipação intestinal:

Juntamente com essas orientações a reeducação alimentar para constipação intestinal deve ser seguida:

  • Consuma ao menos 3 frutas ao dia;
  • Mantenha variedade e abundância de saladas, folhas verdes, vegetais e feijões;
  • Beba água: pelo menos 2 litros ao dia ou 35 ml/Kg;
  • De preferência ao pão integral, de preferência caseiro, evitando os industrializados;
  • Consuma alimentos ricos em fibras.

Nutrição e gastroenterologia: uma união muito importante!