Os triglicerídeos elevados podem levar a outros problemas de saúde crônicos, como diabetes e hipertensão arterial, por isso é importante se certificar de que a sua alimentação esteja adequada. Vamos ver mais detalhes sobre como é a dieta para triglicerídeos?

O que evitar na dieta para triglicerídeos alto

Diminuir alimentos ricos em gordura de origem animal, alimentos fritos e gordurosos, como: nata, bacon, carnes gordas, gordura aparente da carne, salames, linguiças, mortadelas, presuntos, charque, defumados, queijos amarelos como cheddar e colonial, banha, manteiga, creme de leite, margarinas, óleo de dendê, halvarinas (gordura vegetal semelhante à margarina), laticínios integrais (leite, queijo e iogurte).

Diminuir bastante o consumo de açúcar branco ou mascavo, bolos, mel, melado, geleias, doces em geral, sobremesas, doce de leite, biscoito, bolos e cucas, etc. Observar nos rótulos dos alimentos a lista de ingredientes e procurar alimentos que não tenham adição de açúcar nem de xarope de glicose. Cuidar com produtos que são adoçados ou acrescidos de maltodextrina (um tipo de açúcar). Evitar sucos de laranja, uva, maçã, abacaxi, melancia, mesmo naturais, bem como refrigerantes.

Evitar o excesso de carboidratos, como arroz, macarrão, batata inglesa e doce, aipim, polenta, pão. Escolher apenas um carboidrato nas refeições e consumir com moderação.

O que preferir na dieta para baixar triglicerídeos

  • Diminuir a quantidade de carboidratos. Não misturar dois tipos na mesma refeição (escolher apenas um).
  • Óleos vegetais para cozinhar, como o óleo de arroz e de algodão. Use pouco óleo, apenas para cozinhar e refogar.
  • Usar o azeite de oliva extra-virgem na salada (sem aquecê-los).
  • Comer oleaginosas, como castanha-do-pará ou nozes, sem sal (2 ao dia). Veja dicas de como fazer mix de nuts;
  • Comer abacate (1 unidade pequena até 2 vezes na semana, metade num dia, metade no dia seguinte), com limão e sem açúcar, ou como guacamole;
  • Consumir pães verdadeiramente integrais (preferencialmente caseiros, pois serão mais ricos em fibras) ou industrializados, 100% integral e sem adição de açúcar. Olhar na lista de ingredientes do rótulo do pão: o primeiro ingrediente que deve estar citado é a farinha de trigo integral;
  • Usar peixe (não de cativeiro): 1 a 2 vezes por semana;
  • Em sanduíches, evite embutidos e prefira peito de frango desfiado, ovos, atum ao natural;
  • Usar 1 colher de sopa de semente de linhaça ao dia. Triture no liquidificador, e use como farofa na comida, no iogurte ou nas frutas. Pode triturar o suficiente para uma semana e guardar em vidro bem fechado na geladeira para evitar a oxidação do ômega 3;
  • Use 1 colher de sopa de aveia ao dia, na comida, na fruta ou nos laticínios desnatados;
  • Consuma leite desnatado e queijos brancos, como ricota, minas ou coalhada;
  • Use opções saudáveis de cobertura para pão;
  • Consumir pelo menos 3 frutas diferentes ao dia;
  • Consumir 5 tipos de vegetais diferentes ao dia, e bastante folhas verdes escuras;
  • Mantenha exercícios regulares;
  • Evitar bebidas alcoólicas;
  • Procure manter o peso próximo do peso ideal.

Essas orientações não substituem a consulta individualizada com nutricionista.