Por que você não consegue emagrecer ou manter um peso legal ou ter mais saúde enquanto outras pessoas que você conhece conseguem? Você sempre desiste no meio e nem sabe por quê? Ou desiste na primeira dificuldade? Ou você emagrece, mas quando chega lá, se sabota e engorda de novo? Você se faz essas perguntas? Você gostaria de ter mais motivação, garra, foco e atitude para emagrecer e permanecer? Então o coaching de emagrecimento pode te ajudar! Antes de te explicar como, é importante entender o que é coaching:

Prefere ver esse mesmo conteúdo em vídeo?

Coaching é um processo que visa elevar a performance do indivíduo, aumentando seus resultados positivos por meio de metodologias, ferramentas ou técnicas cientificamente validadas, aplicadas por um profissional habilitado, o coach, em parceria com o seu cliente/paciente (o coachee). O Coach pode ser considerado um “treinador”, é aquele que assessora o coachee (o cliente), levando-o a refletir, chegar a conclusões, definir ações e, principalmente, agir em direção a seus objetivos, metas e desejos. A essência do Coaching está em fornecer suporte para que o indivíduo aprimore, se transforme e evolua, auxiliando-o seguir na direção certa para seu estado desejado. O processo de Coaching cria consciência, potencializa a escolha e leva à mudança.

O processo de Coaching é realizado em sessões (encontros/reuniões) sejam elas, semanais, quinzenais ou mensais. O profissional aplica técnicas, ferramentas e perguntas poderosas para mobilizar seu cliente (Coachee) a entrar em ação para atingir suas metas e acelerar os resultados.

Todo indivíduo pode se tornar quem ele quiser através de seu potencial infinito, que, se usado plenamente, promove resultados extraordinários em todos os aspectos de sua vida, seja pessoal ou profissional. Mesmo com essa força realizadora inerente, a maioria das pessoas não consegue acessá-la, principalmente pela falta de autoconhecimento. Nesse sentido, entra em cena o coach, que tem como missão auxiliar estas pessoas a encontrarem a si mesmo, bem como suas potencialidades, para que despertem suas melhores versões. Então, o objetivo é maximizar a performance do indivíduo em direção ao objetivo.

O coaching no emagrecimento pode ser muito eficiente. A abordagem utilizada faz o indivíduo pensar e criar soluções para os obstáculos, trabalha crenças limitantes (você tem pensamentos do tipo: “eu não sou capaz”, “eu não tenho jeito”, “eu não consigo”, “é muito difícil”?), a motivação, a atitude, e se conectar com os motivos mais profundos do seu objetivo (quero emagrecer, por quê? O que eu quero para a minha vida com o emagrecimento? O que eu não quero mais para minha vida estando acima do peso?).

Coaching não é terapia. Para o coaching nosso passado é importante, mas não necessariamente nos ajuda a evoluir, que  o que aconteceu no passado explica a sua situação atual, mas não vai mudar o seu futuro. O que vai mudá-lo é o que você você vai fazer hoje a respeito da sua história, o que você está fazendo hoje em prol do futuro que você deseja para si. O coaching trabalha o presente. Como você deseja estar daqui 2 anos, 5 anos? O que você tem feito hoje para alcançar o que deseja? Até quando você quer que a situação atual dure?

No coaching de emagrecimento paciente ganha foco, atitude, resultado, garra… Ganha muita clareza sobre como ele vai atingir o objetivo de emagrecimento. Afinal, todos sabemos o que devemos fazer para emagrecer. O problema está sempre em como fazer, como mudar o hábito, como manter a constância. E o coaching “empodera” o cliente/paciente nesse sentido por que dá a clareza do que deve ser feito para se chegar onde quer, dá clareza do que ou quem pode atrapalhar, e como resolver. Quantas vezes o cliente sai do consultório com uma dieta num papel ou a recebe por email, mas nada foi falado sobre COMO executar tudo aquilo? Justamente a parte mais importante costuma ser deixada de lado… e o paciente fica totalmente desamparado…

Porém, eu não utilizo o coaching para todos. Sabe por quê? Primeiro por que nem todos estão preparados para a pressão dessa abordagem, e segundo, nem todos estão aptos a sustentar depois os objetivos alcançados devido a problemas mal resolvidos do passado. Por isso, é importante diferenciar quando precisamos de coaching e quando precisamos de terapia. E, por isso que o coaching tem sido mal visto, por que muitos coachs tem destruído vidas de pessoas por não considerarem esse olhar para o cliente.

O coaching não é modinha ou charlatanismo, é uma abordagem muito eficiente, e todo o profissional que lida com mudança de comportamento, inclusive a categoria médica, deveria ter formação em coaching. Os pacientes iriam aderir muito mais aos tratamentos e teriam mudanças muito mais consistentes em suas vidas e na saúde. A diferença é, como em todas as áreas, saber escolher um bom profissional.