Quando você pensa em viajar, curtir um período de férias e diversão em família ou com os amigos, pensa logo em quantos quilos tudo isso irá lhe render? Saiba que não precisa ser assim! É possível curtir as férias sem voltar com vários quilos a mais! Vamos ver como podemos combinar positivamente a dieta nas férias. Como eu não gosto da palavra dieta, vou trocar pelo termo cuidado com a alimentação.

Não se preocupe, não vou te propor passar as em férias em privação, não é esse o objetivo! O objetivo é sempre o “caminho do meio”. Para isso, obviamente um certo planejamento é fundamental. Antes de viajar, você planeja os dias que ficará fora, o que irá levar, como chegará ao seu destino, não é mesmo? Da mesma forma, é preciso pensar um pouco a respeito da alimentação nas férias.

Como cuidar da alimentação nas férias

Pode ser que você adquira algum peso extra nas férias, mas certamente será melhor do que perder totalmente o controle da sua alimentação, pois a retomada pode ser ainda mais difícil ao retornar à rotina normal.

Planeje os agrados

Defina os agrados alimentares que deseja proporcionar a si mesmo. Se você prefere beber com os amigos, talvez possa cuidar melhor as sobremesas. Lembre-se que, se estabelecer regras muito rígidas, as chances de você jogar tudo para o alto e descuidar completamente serão maiores.

Suas crenças sobre férias e diversão

Muitas pessoas acreditam que não se divertirão nas férias se não puderem comer tudo o que quiserem. Porém, a questão é o bom senso. Você não precisa ficar em privação total, pode abrir exceções e comer algumas coisas que gosta, sem necessariamente cometer exageros frequentes. Você realmente acha válido abandonar todos os esforços que fez até o momento por causa de um período de férias? Como você vai se sentir ao voltar das férias?

Dilua o prazer

Procure “diluir” o prazer das férias prestando atenção também em outros aspectos, como: a viagem em si, o local onde você está (casa, hotel, resort…), a companhia, conhecer lugares novos, descansar, os passeios oferecidos pelo local… Então, uma parte apenas de todo esse prazer será o prazer de comer e de comer alimentos diferentes.

Mantenha-se ativo

Você pode manter o exercício, especialmente se o seu destino for um lugar como uma praia, por exemplo. Não precisa se impor de fazer todos os dias, e é muito importante fazer o que gosta. Exercícios informais também contam, como uma caminhada à beira mar ou uma volta de bicicleta. Além disso, não compense eventuais exageros alimentares fazendo exercício.

Mantenha refeições intermediárias

Você pode (na verdade deve) levar lanches com você para a viagem e até mesmo para comer durante a sua estadia de férias, ou comprar no supermercado local para garantir os lanches intermediários, assim você evita de chegar faminto no almoço e no jantar. Quando estamos famintos, não conseguimos pensar em fazer boas escolhas e temos dificuldade de respeitar o estômago (acabamos comemos até ficar estufados).

Evite o tédio ou ansiedade

Outra dica importante, caso você fique ansioso ou entediado com longas horas de viagem, levar uma atividade para se distrair, como livro, música, palavras-cruzadas… e não acabar comendo para acalmar a ansiedade ou para se distrair!

O retorno à rotina

Quando voltar para casa, não se culpe se ganhou um pouco de peso. Apenas retome a sua rotina e o seu planejamento o quanto antes. Não tente perder rapidamente o excesso de peso fazendo dietas restritivas ou da moda, apenas retome a sua rotina habitual de alimentação. Planeje o que irá comer, coma com atenção, e volte ao nutricionista logo para retomar o foco, a organização e a motivação!

Esse assunto é abordado na terceira semana do curso de emagrecimento Emagreça Motivado. Vai lá conhecer o site!

Nutrição comportamental e relação com a comida: a melhor “dieta” para emagrecer.