Nutricionista Adriana Lauffer

odor das fezes quando é preocupante

Odores anormais nas fezes: quando se preocupar?

As características das fezes podem fornecer informações valiosas sobre a saúde do trato gastrointestinal. Nesse sentido, além da consistência e cor, o odor das fezes também pode ser um indicador importante de possíveis problemas de saúde. Embora variações ocasionais no odor das fezes possam ser normais e relacionadas à dieta, certos odores anormais podem sinalizar a presença de condições subjacentes mais sérias. Neste post, discutiremos quando odores são anormais e quando é algo para se preocupar.

Odor forte e desagradável:

Um odor fecal muito forte e persistente pode ser preocupante, pois pode ser indicativo de má digestão, problemas intestinais, como síndrome do intestino irritável, ou até mesmo infecções bacterianas no trato gastrointestinal. Portanto, se o odor se mantiver constante e estiver acompanhado de outros sintomas, como dor abdominal, diarreia ou constipação persistente, é recomendável consultar um médico para uma avaliação adequada.

Odor de amônia:

Se as fezes exalarem um odor semelhante a amônia, pode ser um sinal de uma dieta rica em proteínas. No entanto, em alguns casos, também pode indicar disfunção hepática ou renal. É importante observar se há outros sintomas associados, como fadiga, icterícia (coloração amarelada da pele e dos olhos) ou aumento da frequência urinária, e buscar atendimento médico se esses sintomas estiverem presentes.

Odor de mofo:

O odor de mofo nas fezes pode ser um sinal de presença de fungos no trato gastrointestinal. Tal situação pode estar relacionada a infecções fúngicas, como candidíase intestinal. Se além do odor de mofo você apresentar sintomas como diarreia persistente, dor abdominal, perda de peso inexplicada ou fraqueza, é aconselhável procurar um médico para uma avaliação adequada e possível tratamento antifúngico.

Odor de peixe:

O odor de peixe nas fezes pode ser causado pela trimetilaminúria, uma condição hereditária rara. Nesse caso, o corpo não consegue metabolizar a trimetilamina, uma substância produzida pela decomposição de alimentos ricos em colina, como peixe, ovos e fígado. No entanto, se o odor de peixe nas fezes for acompanhado por um cheiro semelhante na urina ou no suor, é recomendável procurar um médico para um diagnóstico adequado e orientações sobre a gestão da condição.

Odor de ovo podre:

Fezes com odor de ovo podre podem ser um sinal de que há um problema na digestão de alimentos no trato gastrointestinal. Isso pode ser causado por várias condições, incluindo intolerância à lactose, síndrome do intestino irritável, doença de Crohn, colite ulcerativa ou infecções bacterianas no intestino.

A causa mais comum de fezes com odor de ovo podre é a presença de bactérias que produzem enxofre no trato gastrointestinal. Essas bactérias podem surgir quando os alimentos não são completamente digeridos ou movidos pelo trato intestinal. A comida que fica presa no trato intestinal pode ser fermentada pelas bactérias. Dessa forma, produz gases que têm um cheiro de enxofre, semelhante ao cheiro de ovos podres.

É importante observar quaisquer outros sintomas associados às fezes com odor de ovo podre, como dor abdominal, diarreia ou constipação, para ajudar a identificar a causa subjacente.

Por fim,

As alterações no odor das fezes podem indicar problemas de saúde subjacentes que requerem atenção médica. Embora variações ocasionais sejam normais, odores anormais persistentes nas fezes, especialmente quando acompanhados de outros sintomas preocupantes, devem ser avaliados por um profissional de saúde. Ao buscar atendimento médico adequado, é possível obter um diagnóstico preciso e iniciar o tratamento necessário para abordar a causa subjacente do odor anormal das fezes.

É importante notar que variações ocasionais no odor das fezes podem ser normais, especialmente relacionadas à dieta. No entanto, se houver alterações persistentes no cheiro das fezes, especialmente acompanhadas de outros sintomas preocupantes, é aconselhável procurar orientação médica para uma avaliação adequada.