Nutricionista Adriana Lauffer

candidíase vaginal e alimentação

Alimentação e candidíase vaginal de repetição

A alimentação pode contribuir para o desenvolvimento da candidíase de repetição de várias maneiras. Afinal, ela desempenha um papel importante na manutenção do equilíbrio da microbiota intestinal (que influencia a microbiota vaginal) e no fortalecimento do sistema imunológico, fatores que afetam a suscetibilidade a infecções fúngicas recorrentes.

Como a alimentação pode contribuir para a candidíase vaginal

Algumas maneiras pelas quais a alimentação pode levar ao desenvolvimento de candidíase de repetição, são:

1. Alto consumo de açúcares e carboidratos refinados: a Candida albicans se alimenta (fermenta) de açúcares e carboidratos refinados. Ou seja, esses alimentos são uma fonte de energia (substrato alimentar) para a Candida, e um consumo excessivo deles pode promover o crescimento do fungo. Isso inclui alimentos como doces, bolos, biscoitos, refrigerantes, e outros produtos açucarados, bem como alimentos feitos com farinhas refinadas, como pão branco, massas refinadas e arroz branco, etc.

2. Consumo de leveduras e alimentos fermentados: alimentos fermentados, como pão, cerveja vinho e molho de soja e produtos de fermentação, podem conter leveduras que são semelhantes à Candida. O consumo excessivo desses alimentos pode potencialmente contribuir para o crescimento de Candida em algumas pessoas sensíveis.

3. Falta de fibras: uma dieta pobre em fibras e prebióticos pode afetar o equilíbrio da microbiota intestinal, pois contribuem para diminuir a microbiota saudável, dando ainda mais espaço para a Candida se multiplicar. Dessa forma, o organismo de torna mais suscetível a infecções fúngicas, como a candidíase.

4. Carência de nutrientes: uma dieta deficiente em vitaminas e minerais pode enfraquecer o sistema imunológico, tornando o corpo menos capaz de combater infecções fúngicas.

5. Laticínios: laticínios contêm lactose, que é um tipo de açúcar que pode servir de substrato alimentar para a Cândida.

Como a alimentação pode ajudar a curar a candidíase vaginal

Como você pode ver, uma alimentação rica em certos alimentos pode criar um ambiente propício para o crescimento da Candida. Portanto, para prevenir ou auxiliar na cura da candidíase de repetição e manter uma boa saúde íntima, é aconselhável ter alguns cuidados com a alimentação, como:

– Consumir alimentos ricos em fibras, como frutas, vegetais e grãos integrais, para promover um ambiente intestinal saudável.

– Limitar o consumo de açúcares refinados e carboidratos simples, como doces, refrigerantes e alimentos processados.

– Consumir com moderação alimentos fermentados, se você for sensível a eles.

– Evitar alimentos que podem ter maior contaminação por fungos ou que são mais suscetíveis ao crescimento de fungos, como frutas secas, alimentos vendidos à granel, alimentos que ficaram muito tempo refrigerados e alimentos com partes mofadas.

Lembre-se…

Cada pessoa é única: o que funciona para uma pessoa pode não ser o melhor para outra, ou os cuidados que são suficientes para uma pessoa podem não ser suficiente para outras. Se você está lidando com candidíase de repetição, pode ser interessante conversar com um nutricionista que entenda do assunto para obter orientação específica para o seu caso.

Gostou desse post? Então você poderá gostar de Candidíase vaginal: principais causas, Candidíase vaginal e a saúde da mulher, Candidíase de repetição e saúde intestinal e Candidíase de repetição ou vaginite citolítica?