Eu sei que você sabe sobre a importância de se hidratar, então não vou perder tempo com isso. Afinal, a grande dificuldade é como manter um bom consumo de água ou como aumentar o consumo de água de forma mais eficiente e menos desagradável. Vamos combinar que é desagradável e difícil para quem bebe 500 ml ou menos ao dia passar para 1 a 1 e 1/2 litro ao dia. Normalmente não vai adiante.

Para ter uma ideia de quanto você precisa beber de água, eu particularmente gosto de usar 2 tipos de cálculos: o baseado no peso corporal e o baseado na ingestão de calorias. Então, se a pessoa pesa 75 Kg ela precisaria beber 35 ml para cada quilo de peso, ou seja, 2,6 litro ao dia. E se essa mesma pessoa consome 2000 Kcal ao dia, ela precisaria beber 2 litros (2.000 ml). Eu faço uma média dos dois cálculos, ficando então 2,3 litros ao dia.

A partir disso, eu vejo com o paciente como chegar a esse consumo. Se ele bebe 500 ml no momento, primeiro aumentamos para 1 litro por 15 dias, depois 1,5 litro por 15 dias e assim por diante, até conseguir buscar um consumo próximo do valor do cálculo.

Certo, após esse planejamento de aumento de consumo de água, planejamos como na prática vamos fazer isso. Então, qual é a dificuldade envolvida? E aí pensamos em estratégias para solucionar. A dificuldade é que não gosta do sabor da água? Talvez começar com as águas aromatizadas ajude. Simplesmente esquece de beber? Pode ajudar colocar alarme, deixar o copo na sua frente. Você tem preguiça de levantar para buscar? Nesse caso você ao chegar no trabalho encher uma garrafa suficiente para aquele turno. Não gosta de água na temperatura ambiente, apenas geladinha? Aquelas garrafas com dispenser de gelo podem ser uma boa saída. Bebe pouco por que se não não sai do banheiro? Bom, quanto a isso não posso fazer nada, o que entra tem que sair (rs), e que bom, isso mostra que seus rins estão funcionando bem.

Se você criou uma estratégia e não funcionou, pense em outra até achar uma que funcione para você, pois beber água é muito importante, você sabe!

Imagem do site Vital Atman.