Eu tenho certeza que você sabe o que é preciso fazer para emagrecer, no entanto, conhecimento não é garantia de execução, senão você já estaria magro, certo? Temos dificuldade de mudar e colocar em prática novos hábitos e comportamentos, portanto, precisamos de ajuda nesse aspecto. Por isso, é importante consultar regularmente o nutricionista.

Por exemplo, o fumante sabe que fumar faz mal para a saúde, mas saber disso não significa que ele vai parar de fumar, até porque quando os efeitos danosos à saúde são a longo prazo fica mais difícil estabelecermos esta relação de causa e efeito. O grande problema é por quê ele não para de fumar ou não consegue parar. No emagrecimento não é diferente.

Como o nutricionista pode te ajudar

O nutricionista te pode ajudar solucionando problemas e desafios junto com você, identificando o seu estágio motivacional, para estimulá-lo da maneira certa à mudança. É importante saber se o paciente está pronto para aquela mudança específica. Por exemplo, você sabe que comer frutas é importante, mas se naquele momento você se sentir “forçado” pelo profissional a comer, poderá ser um motivo para abandonar o tratamento e criar uma resistência ainda maior.

Então, dependendo o caso é importante que o profissional saiba respeitar e esperar o momento certo em que o paciente se sinta mais pronto e confiante. Portanto, a importância do acompanhamento nutricional está em garantir que os objetivos da pessoa estejam sendo atingidos.

É natural precisarmos de ajuda para realizar as mudanças necessárias, portanto, não se sinta fracassado por precisar de ajuda. Pedir ajuda é um sinal de coragem, e não de fracasso. Ao contrário do que dizem: “Você sabe o que tem que fazer para emagrecer: tem que fechar a boca”, sabemos que não é bem assim. Na verdade, essa forma de pensar o emagrecimento é extremamente rasa, superficial e até mesmo ignorante.

Importância de manter o acompanhamento com o nutricionista

Manter o acompanhamento no prazo correto, com os intervalos adequados entre as consultas é muito importante, especialmente no começo, quando os hábitos estão começando a ser trabalhados, bem como para manter a inspiração, solucionar dificuldades, criar estratégias para facilitar a mudança dos hábitos. Além disso, mostra o quão comprometido você está consigo mesmo.

Tem gente que, quando acredita que não emagreceu ou acha que emagreceu pouco, remarca a consulta, na tentativa de voltar com resultado melhor. O ponto é que, se a pessoa já não conseguiu naquele prazo, dificilmente vai conseguir no próximo prazo. Pergunto: essa pessoa está querendo emagrecer para si mesma ou para o nutricionista? Por isso, não há sentido remarcar.

Claro que ninguém gosta de constatar um resultado considerado insatisfatório, mas o ideal é comparecer à consulta mesmo assim, para que o nutricionista tenha a oportunidade de ajudar o paciente. Senão, é provável que ele se atrapalhe ainda mais nas suas dificuldades e acabe se sabotando e até desistindo. É muito comum e fácil pensarmos “acho que não vou conseguir, acho que isso não é para mim” ao constatar um resultado considerado insatisfatório.

Nos sabotamos na área profissional, nos relacionamentos e, claro, para emagrecer. Por que eu digo isto? Já reparou como nos sabotamos com pensamentos e crenças distorcidas sobre emagrecer, sobre emagrecimento, sobre a a gente mesmo. É necessitado de motivação e inspiração constantes. Acomodar-se na zona de conforto, em qualquer área de vida, é extremamente fácil.

Muitas vezes um resultado considerado ruim faz parte de como o emagrecimento acontece, e o profissional acaba sem oportunidade até mesmo de explicar como o emagrecimento acontece, por exemplo, porque o paciente não aparece mais consultas. Portanto, manter o comprometimento com as sessões já garantirá evoluções em todo esse processo.

Dispense profissionais nutricionistas rígidos

Por outro lado, existem vários profissionais que trabalham com emagrecimento e que, quando o paciente não evolui bem, falam frases como “Não vou mais te atender, você não faz o que eu digo”, “Se você não emagrecer, não precisa voltar”. Então, se o motivo do remarque está relacionado ao receio de ser julgado, criticado ou xingado pelo profissional, primeiro faça uma busca mental de evidências reais de que o profissional faria isso com você.

Mas, se as evidências não forem verdadeiras, compareça, enfrente a realidade. No entanto, se você realmente acredita que não será acolhido por ter tido um resultado ruim, troque de profissional. O profissional deve acolher você, tentar entender de verdade porque você não está fazendo o que foi sugerido e por que não está tendo resultado. E é por isso que eu sou tão fã da abordagem da nutrição comportamental.

O nutricionista deve ser o seu parceiro, a sua dupla nesse processo de mudança. E o que uma dupla faz? Joga junto para vencer!

Gostou desse post? Então esse sobre emagrecer rápido você poderá gostar também.

Nutrição comportamental e mudança da relação com a comida: a melhor “dieta” para emagrecer.