A perda de peso após a cirurgia bariátrica é muito intensa, principalmente durante as duas primeiras semanas após a cirurgia. No entanto, um ritmo acelerado de emagrecimento continua a ser observado até o terceiro mês e, a partir de então, passa a ser mais lento.

Este é um processo natural de adaptação fisiológica que faz com que o organismo passe a gastar menos energia diariamente. Isso acontece como forma de defesa para evitar que a perda de peso rápida e permanente.

Afinal, um emagrecimento continuado nesse ritmo certamente levaria à desnutrição e aos consequentes riscos à saúde. Essas consequências poderiam ser queda da resistência às infecções, desmineralização óssea, perda de massa muscular, hipovitaminoses, dentre outros.

Perda de peso ao longo dos meses

Alimentando-se apenas nos horários recomendados e com o volume alimentar bastante reduzido, a perda de peso ocorrerá na média de 10% no primeiro mês, em relação ao peso pré-cirúrgico. A partir daí a perda é mais lenta, sendo em torno de 0,5/2,5 kg por semana durante alguns meses.

Ao longo de um ano a perda de peso é de aproximadamente 40%, habitualmente estabilizando-se e mantendo-se neste patamar. Entretanto, após algum tempo depois de cirurgia, a falha por parte dos pacientes em continuar perdendo peso pode acontecer. Isso pode ser devido à não aderência às orientações alimentares.

Descuido com o emagrecimento

Com o passar do tempo a pessoa pode se adaptar e passar a abusar de alimentos líquidos ou pastosos muito ricos em calorias. Nesses casos, ela poderá ganhar ou deixar de perder peso. Esses alimentos são: sorvetes, chocolates, biscoitos, leite condensado, etc.

Um consumo alimentar excessivo semelhante ao anterior à cirurgia não ocorre porque o estômago não pode receber quantidade elevadas de alimentos. Entretanto, a alimentação em pequenas quantidades pode ter um valor calórico alto quando é rica em gorduras. Todas gorduras têm o mesmo valor calórico, que é elevado, independente da sua fonte: seja azeite de oliva, seja margarina. Por isso, é sempre recomendável evitar o consumo habitual de receitas que levem gordura na sua preparação e ficar atento à qualidade da alimentação após a cirurgia bariátrica.

Uma forma de melhorar a perda de peso é manter a atividade física regular. O exercício faz com que o organismo gaste mais energia, o que ajuda a perder peso. Além disso, ajuda a manter a massa muscular, que mantém o metabolismo ativo, e traz uma sensação de bem estar e relaxamento.

Quando o exercício é inserido na rotina de forma agradável e sustentável, é mais fácil de manter a constância e sentir os benefícios. Entretanto, deve-se procurar orientação profissional para uma avaliação. Essa orientação envolve avaliação sobre o momento adequado para iniciar o exercício e também para a escolha do melhor tipo de atividade a ser realizada.