Frutas, frutose e emagrecimento

Coitadinhas das frutas… As dêmonias da vez… A banana então! Sempre foi a fruta mais demônia de todas. Que medo de comer banana assombra as pessoas!

As frutas têm sido consideradas vilãs há algum tempo por causa da frutose, um tipo de açúcar/carboidrato, e até causa de cirrose, especialmente após uma blogueira (fonte “científica” de informações) alertar os seus seguidores nas redes sociais.

Não é frutose da fruta, que vêm das árvores, da natureza, que lhe causará esse dano tão grave e/ou que te levará à obesidade, e sim a frutose produzida industrialmente e adicionada pela indústria aos produtos alimentícios, na indústria alimentar. Percebe a diferença?

Obviamente, bom senso sempre é bom. Esses tempos um paciente me falou que cortou as frutas dos lanches intermediários por causa da frutose, e emagreceu. Perguntei: mas quantas frutas você comia a cada lanche? Ele deu uma risadinha e falou: ah, muitas. Pois é.

Isso me fez lembrar quando há muitos atrás eu estava planejando com uma paciente a alimentação dela. Ela saía todos os dias do trabalho e comprava um folhado doce. Perguntei o que ela achava de trocar por uma fruta, e sugeri uma banana. Ela respondeu: mas banana não vai me engordar?

Mitos, modas, crenças irracionais, falta de bom senso…

Frutas, além de frutose, contêm vitaminas, minerais, fibras, e muitos, muitos antioxidantes potentes que só são encontrados nelas, e que são relacionados ao combate e prevenção de diversas doenças, inclusive câncer, em diversos estudos científicos (diferente de falácia de blogue).

Já a frutose adicionada pela indústria, que nas listas de ingredientes de seus produtos vêm com nomes como xarope de frutose, por exemplo, é adicionada em biscoitos, barras de cereais, pães de má qualidade, sorvetes, picolés… Uma infinidade de produtos, mas resumindo: os processados. Basta olhar a lista de ingredientes. Ah, mas esses “a gente” não quer deixar de comer, né…

Mas se a sua neura em comer frutas ainda está muito forte, associe à ela então uma fonte de proteína, como o iogurte natural (só não me diga agora que prefere um iogurte docinho com calda de frutas cheio de xarope de frutose química, né!) ou uma fonte de gordura saudável, como oleaginosas.

Bom senso é algo que anda longe do sensacionalismo e do radicalismo. Seja mais crítico com o que você ouve e lê!

By |2018-04-21T12:27:11+00:0021/04/2018|Categories: Emagrecimento, Reeducação e Comportamento Alimentar|Tags: , , |