Farinha de teff + receitas

Você já ouviu falar em farinha de teff?  É um cereal pouco conhecido por aqui, e para falar sobre ele convidei a Dra. Carolina Assumpção, engenheira de alimentos (@engcarolassumpcao), pois adoramos novidades!

O teff é considerado o menor cereal do mundo e nos últimos 5 anos vem recebendo atenção especial da comunidade acadêmica! O grão é muito semelhante ao da semente de papoula, porém, existe em diversas variedades de cores, desde o branco, passando pelo vermelho até ao castanho-escuro e acredita-se que é cultivado há mais de 5.000 anos. O seu nome botânico – Eragostis tef – significa “erva do amor”. O grão é nativo da Etiópia, onde é muito usado na produção do pão típico do país (injera).

O teff ainda é novo no Brasil e mesmo na Europa só começou a ser cultivado nos últimos 10 anos. Em 2014 a Espanha se tornou o primeiro país a exportar e um dos principais produtores. Já na Itália, aonde existem diversos produtos industrializados adicionados desse grão, O Conselho de Pesquisa e Experimentação em Agricultura (CRA) está cultivando e estudando teff nos arredores de Roma.

O teff possui vários benefícios ao nosso organismo, por ser rico em cálcio, magnésio, cobre, potássio, manganês, zinco, ferro e vitamina C. O seu teor de cálcio é superior ao do leite de vaca, com cerca de 170mg por cada 100g. Possui também uma excelente quantidade de proteínas, cerca de 12% a 14%, podendo ser uma opção para os vegetarianos.  E com um bom equilíbrio de aminoácidos essenciais, com destaque para a lisina, um aminoácido importante no metabolismo do cálcio, que geralmente é ausente na maioria dos outros cereais.

Por ser incrivelmente pequeno, o teff não precisa ser processado, ou seja, não passa por nenhum processo de refino! É usado inteiro e por isso é muito rico em fibras e antioxidantes! Outro benefício importante do Teff é seu carboidrato complexo, “resistente” à ingestão do intestino. Contribui para uma maior saciedade e melhora os níveis de glicemia devido a sua digestão lenta. Por esse motivo seria recomendado como uma boa fonte alimentar para pacientes com Diabetes Mellitus e para quem procura emagrecer.

O teff é naturalmente isento de glúten, mas ainda assim adiciona boa viscosidade aos produtos de panificação. Ao contrário da maioria dos grãos sem glúten que “substituem” o trigo, o teff não é parente do trigo! É de outra família.

Podemos consumi-lo em farinha, substituindo por outras consideradas menos saudáveis e mais refinadas. Mas sua quantidade deve ser menor, por ter uma maior densidade, deve-se usar 25-50% de farinha de teff do que aquela das receitas originais.

Em farinha, sua textura é flexível e elástica, conseguindo obter excelentes produtos desde pães, bolos, bolachas, panquecas. Já cozido, a sua textura fica gelatinosa, podendo ser utilizado em sopas, molhos, cremes. Ele também pode ser consumido inteiro ou assado, apresentado como prato principal.

“Se o grão for cozido, pode ser misturado com legumes ou sopas! Era assim que eu consumia quando estudava na Itália. Se for utilizada a farinha, o teff pode ser ingrediente de cookies, pães e outros tipos de biscoitos! Já existem marcas que vendem leite vegetal de teff, mas por enquanto a maioria se concentra na venda do grão como “farinha” no Brasil” – diz a Dra Carolina Assumpção.

Pensando nesses benefícios do teff, eu escolhi duas receitas utilizando a farinha de teff, uma bem fit e saudável e outra de brownie tradicional.

Pão de frigideira com farinha de teff

1 ovo, preferencialmente orgânico, 1 colher de sopa de farinha teff, 1 colher de sopa de linhaça moída, 1 pitada de sal marinho, Sementes a gosto (como gergelim, chia e girassol).

Misture tudo muito bem, e “frite” em frigideira antiaderente em fogo baixo com um fio de azeite de oliva ou óleo de côco ou manteiga. Tampe com uma tampa de panela para cozinhar melhor e mais rápido por dentro. Pode abrir o “pão”, rechear e tostar na tostadeira ou na frigideira.

Brownie com farinha de teff

200 g de chocolate meio amargo picado, 110 g de manteiga, se quiser usar a ghee, consulta essa receita caseira  https://www.adrianalauffer.com.br/manteiga-ghee-receita-caseira/, 225 g de açúcar, 1 colher (chá) de baunilha, 3 ovos batidos (preferecialmente orgânicos), 70 g de farinha de teff, 30 g de cacau em pó.

Modo de preparo:

Rende 10 porções. Tempo do preparo: 55 minutos. Preaqueça o forno em temperatura média e unte uma forma quadrada de 20 cm. Derreta o chocolate com a manteiga em banho-maria até ficar homogêneo. Retire do fogo. Adicione o açúcar, baunilha e misture bem. Adicione então os ovos, um a um, misturando entre cada adição. Peneire a farinha de teff com o cacau e junte à massa. Misture até ficar tudo incorporado. Despeje a massa na forma, leve ao forno e asse por 40 minutos, ou até passar no teste do palito. Deixe esfriar um pouco antes de cortar em quadrados e servir.