Como dizer “Não” quando as pessoas insistem para você comer?

Talvez você não tenha consciência, mas se parar para pensar, sabe dizer por que aceitou aquele segundo pedaço de bolo oferecido pelo amigo querido, por exemplo? Você realmente tinha muita vontade de comer aquele mais um pedaço ou aceitou por algum outro motivo?

Muitas pessoas sentem-se desconfortáveis ao não aceitar algum alimento que outra pessoa ofereceu ou preparou para elas. Seria falta de educação da sua parte? Ou você acha que as pessoas ficam desapontadas quando você recusa? Pode ser que sim, pode ser que não. O fato é que o seu desejo de emagrecer deve prevalecer e não há mal nenhum em recusar um alimento por querer cuidar do corpo e da saúde. Reflita: se você fosse vegetariano, comeria carne só para agradar alguém? Certamente, não.

Não podemos negar que há, de fato, bastante pressão social para comermos. No trabalho, em eventos, recepções, festa e até em casa, com a família. O que devemos pensar é: porque achamos mais importante agradar às pessoas do que seguir nosso planejamento alimentar e fazer um bem a nós mesmos? Obviamente, a comida tem um significado especial em torno de comemorações e reunião de pessoas. Mas, reflita novamente: se você fosse diabético, comeria uma fatia de torta só para agradar alguém? Normalmente, não.

Dizer não

A boa notícia é que você pode dizer não! Isso mesmo, você não é obrigado a aceitar. Se você tem dificuldade em recusar, o ideal é preparar-se antecipadamente. Especialmente quando for comer na companhia de alguém insistente, já vá preparado com as respostas “na ponta da língua” para falar no momento da recusa. Você pode até mesmo treinar na frente do espelho antes.

Se preferir, você não precisa dizer que está tentando emagrecer, pois isso pode levar até a mais insistência por parte das pessoas, ou frases sabotadoras, como: “Mas você está bem assim” ou “Que bobagem, é só hoje”. Muitas vezes, apenas um “não, obrigado” é suficiente. Se a pessoa insistir novamente, você pode dizer algo como “parece delicioso, mas estou satisfeito, obrigado”. Se ela insistir pela terceira vez, repita a mesma resposta, com educação, firmeza, e um sorriso no rosto, e introduza um novo assunto imediatamente para distraí-la.

Seja corajoso! Pense nas consequências de aceitar ou repetir a porção algum alimento que não seria pertinente comer naquele momento. Além de sair do seu planejamento alimentar, provavelmente você se sentirá mal e frustrado depois. Então, vale a pena agradar alguém e fazer mal a si mesmo?

Lembre-se: o seu desejo de emagrecer é mais importante do que o desejo do outro para que você coma! Como já disse o Steve Jobs, foco é dizer não.

Nutrição comportamental e mudança da relação com a comida: a melhor “dieta” para emagrecer!