O que tem a ver a candidíase vaginal crônica com o intestino?

Pode ter tudo a ver!

A candidíase vulvovaginal é uma infecção da mucosa vaginal causada pelo fungo Cândida albicans.

Geralmente as mulheres que sofrem com candidíase vaginal crônica apresentam também alterações intestinais crônicas que levam a alterações na microbiota intestinal, diminuindo as bactérias probióticas (benéficas) e permitindo o crescimento desordenado de espécies patogênicas e fungos, incluindo a Cândida albicans.

Como o espaço que separa o ânus da vagina é normalmente pequeno, pode haver translocação (troca) das bactérias de uma região para a outra, culminando na infecção por este fungo.

Além da alteração da microbiota intestinal, outros fatores contribuem para esta infecção: sistema imune debilitado, uso de medicamentos, estresse (que reduz a capacidade imunológica) e o tipo de alimentação.

A alimentação inadequada pode alterar o funcionamento intestinal e, consequentemente, as microbiotas intestinal e vaginal, além promover o crescimento de fungos.

Ao identificar e tratar as alterações intestinais, corrigir a alimentação e as microbiotas intestinal e vaginal e melhorar a capacidade imunológica é possível resolver o problema.

Para saber sobre o tratamento nutricional para candidíase vaginal vá para o post https://www.adrianalauffer.com.br/dieta-candidiase-vaginal/.