A candidíase vulvovaginal é uma infecção da mucosa vaginal causada pelo fungo Cândida albicans e, por mais incrível que pareça, a candidíase vaginal crônica e alimentação podem ter tudo a ver, sabia?

Especialmente se você já tentou os tratamentos tradicionais, e não funcionaram, essa é uma possibilidade a considerar.

Essa relação se dá porque a alimentação inadequada pode alterar o funcionamento intestinal. Consequentemente, as microbiotas intestinal e vaginal sofrem alterações passam a favorecer o crescimento de fungos.

Causas da candidíase

Geralmente as mulheres que sofrem com candidíase vaginal crônica apresentam também alterações intestinais crônicas, como constipação ou disbiose.

Essas condições levam a alterações na microbiota intestinal, como a diminuição das bactérias probióticas (benéficas), levando ao crescimento desordenado de espécies patogênicas e fungos, incluindo a Cândida albicans.

Como o espaço que separa o ânus da vagina é normalmente pequeno, pode haver translocação (troca) das bactérias de uma região para a outra, culminando na infecção por este fungo.

Além da alteração da microbiota intestinal, outros fatores contribuem para esta infecção:

  • Sistema imune debilitado;
  • Uso de medicamentos;
  • Estresse (que reduz a capacidade imunológica);
  • Tipo de alimentação.

Ao identificar e tratar as alterações intestinais, corrigir a alimentação e as microbiotas intestinal e vaginal, e melhorar a capacidade imunológica é possível resolver o problema.

Candidíase vaginal e alimentação

Normalmente são mulheres que consomem bastante lácteos (leite, iogurte, queijos) e carboidratos simples (pães, bolos, doces, etc), cujos são os alimentos o fungo cândida fermenta para se proliferar.

Portanto, o tratamento nutricional consiste em retirar por determinado período esses alimentos, pois dessa forma o fungo perde a capacidade de se proliferar.

Além disso, é introduzida a suplementação de probióticos para equilibrar as microbiotas intestinal e vaginal.

As mulheres que sofrem com candidíase também são, normalmente, bastante estressadas. Por isso, cursam com imunidade baixa e que podem ter carências de nutrientes, devido ao estresse e má alimentação.

Portanto, a suplementação de nutrientes para reforço do sistema imune também se faz necessário.

Sai mais sobre a dieta e candidíase vaginal crônica.