Uma paciente minha, quando emagreceu os primeiros 10 Kg, saiu às compras. Ela me disse que quando emagrecesse 10 Kg compraria brincos novos como forma de se parabenizar e se elogiar pela conquista que, obviamente, não tinha sido fácil. E então ela me disse: “agora rumo aos menos 20 Kg!”. Essa paciente se elogia diariamente por ter seguido com constância o plano alimentar, por ter feito os exercícios, etc, e se premia com estrelas no diário alimentar.

Normalmente, as pessoas que lutam para emagrecer costumam ser bastante duras consigo mesmas, tornando-se muito críticas no momento em que se desviam do plano alimentar. Ao invés de pensar no descuido apenas como um erro situacional e pensar no que fazer para evitar que ele aconteça de novo, recriminam-se por serem fracas, até mesmo más, e casos perdidos. Elogiar-se e tratar-se com gentileza é uma habilidade que muitas vezes tem de ser adquirida ou resgatada.

Comece hoje mesmo a elogiar-se e o faça sempre que tiver engajado em um comportamento alimentar saudável. Pense em tudo o que você já melhorou ou está melhorando nos seus hábitos que mereçam elogios: estar comendo sentado, ter organizado o supermercado, ter incluído lanches intermediários, ter dito não à degustação no supermercado, ter comido de forma mais atenta no último final de semana, ter diminuído as bebidas alcoólicas durante a semana, por ter dito não à cunhada quando ela lhe ofereceu repetição bolo sem medo de magoá-la… Você pode ainda elogiar-se por estar se esforçando para incluir exercícios físicos, para não comer fora de hora e evitar doces excesso de doces… Você acha que não merece elogios por isso? Quero te dizer que estás errado. Merece sim!

Como se elogiar:

Pode ser com palavras curtas, como “isso foi muito bom!”, “ótimo!”, “continue assim!”, “fantástico!”, “eu consegui!”, “você é demais”, etc.

Uma técnica que pode lhe ajudar nesse processo é refletir sobre seu comportamento de comer sempre que terminar uma refeição ou um lanche. Pergunte-se: eu me lembrei de comer devagar? Prestei atenção no que eu comi? Assisti TV, trabalhei no computador enquanto comia? Você pode perguntar-se “que atitudes positivas eu tive (ou que atitudes disfuncionais eu evitei) hoje?”. Também pode criar um método que a cada elogio você coloca um valor simbólico em dinheiro em um cofre como forma de crédito para depois comprar um presente para você mesmo, ou pode fazer um quadro de vitórias, onde cada dia escreve algo que realizou que mereça elogio.

Você ainda está pensando não merece créditos/elogios por fazer coisas que já deveria fazer ou que deveriam ser fáceis para você? Esse é um pensamento sabotador… Pense que se você fosse naturalmente magro, tivesse pouco apetite e não tivesse que se esforçar para controlar o peso, talvez não merecesse créditos. Mas você não é naturalmente magro e realmente luta. Se você estiver pensando que não lhe parece natural elogiar a si mesmo ou que parece infantil, reflita: elogiar-se é uma habilidade que você deve adquirir com o tempo, mesmo que no início pareça forçado, e não é tolice dar-se créditos, é absolutamente essencial desenvolver a sua autoconfiança, e você precisará de confiança para atravessar momentos difíceis durante o processo de emagrecimento.

Por fim, se você acredita que não mereça créditos até emagrecer tudo que deseja, saiba que é contraproducente esperar para se elogiar. É preciso fortalecer a parte da sua mente que acredita que pode emagrecer. Fortalecer a autoconfiança através dos créditos e elogios poderá lhe proteger dos sentimentos de desesperança e desamparo, sentimentos de desejo de abandonar a reeducação alimentar quando comete um descuido ou bate o desânimo. Na verdade, o processo de emagrecer é a parte mais difícil, por isso, você merece créditos agora por estar trabalhando duro.

Nutrição comportamental e mudança da relação com a comida: a melhor “dieta” para emagrecer.