Verificação da Ingestão de Fibras pelos Pacientes que Participam do Programa de Reeducação Alimentar da Clínica-Escola de Nutrição da Universidade Feevale

LAUFFER A, FAGUNDES Nunes T, WEBER MH. Verificação da Ingestão de Fibras pelos Pacientes que Participam do Programa de Reeducação Alimentar da Clínica-Escola de Nutrição da Universidade Feevale. Anais do II Simpósio de Nutrição em Cardiologia, XIV Congresso de Cardiologia no Rio Grande do Sul. Gramado, 2003. p.147.

RESUMO

A constipação é um sintoma desagradável que acomete até 30% das pessoas, principalmente as do sexo feminino e sabe-se que a irregularidade intestinal pode ser a causa de várias enfermidades. Uma das razões mais comuns para o aparecimento deste distúrbio intestinal são os hábitos alimentares inadequados. Frente a estes fatos e à importância da Fibra Alimentar (FA) nestas ocasiões, analisou-se a ingestão alimentar de 94 pacientes, dos quais 40% apresentam queixa de constipação. Foi avaliada a quantidade de FA consumida (frutas, verduras, legumes, cereais integrais) por estes indivíduos, através de uma entrevista individual, recordatório de 24 horas e diário alimentar semanal. Considerou-se uma porção de FA: 35g de verduras/legumes, 1 fruta, 2 fatias de pão integral, 80g de arroz integral, entre outros alimentos. Concluiu-se que o consumo diário de fibras por esses pacientes não atinge a recomendação diária, que equivaleriam a 11-15 porções diárias, o que evidencia a importância da reeducação alimentar como prevenção da constipação e das enfermidades relacionadas à constipação.

PALAVRAS-CHAVE: constipação, fibra alimentar (FA), trato gastrointestinal, diário alimentar, hábito intestinal.

By | 2016-02-27T18:21:09+00:00 27/02/2016|Categories: Artigo Científico|Tags: , , , |