Tradução e validação do questionário “Patient Assessment of Upper Gastrointestinal Disorders – Quality of Life” em pacientes dispépticos funcionais.

Resumo da Dissertação de Mestrado em Gastroenterologia.

Artigo 1.

LAUFFER A, MAZZOLENI L E, SANDER G, FRANCESCONI C F. Tradução e validação do questionário “Patient Assessment of Upper Gastrointestinal Disorders – Quality of Life” em pacientes dispépticos funcionais. IV Simpósio Sul-brasileiro do Aparelho Digestivo. Gramado, maio, 2010.

RESUMO

Não existem instrumentos validados para o português do Brasil que avaliem a qualidade de vida relacionada à saúde (QVRS) em dispepsia funcional (DF). Esse tipo de avaliação tem se tornado cada vez mais importante para análise do desfecho de ensaios clínicos e para o desenvolvimento de pesquisas transculturais em pacientes dispépticos funcionais. Objetivo: traduzir e validar o questionário doença-específico de QVRS “Patient Assessment of Upper Gastrointestinal Disorders – Quality of Life (PAGI-QOL)” em DF. Metodologia: estudo transversal para validação. Após adequado processo de tradução, 5 testes psicométricos foram realizados. Para cada teste um número variável de pessoas foi avaliado, considerando cálculo amostral: consistência interna (n=150 casos e 150 controles), reprodutibilidade (n=44 casos), a validade de conteúdo contou com a participação de 3 gastroenterologistas experientes em distúrbios funcionais “cegos” para o estudo; validade de critério (n=113 casos) e validade discriminante (n=86 casos e 86 controles). Grupo de casos: pacientes dispépticos funcionais diagnosticados segundo Critério de Roma III. Grupo controle: doadores de sangue que não apresentavam sintomas gastrointestinais e outras co-morbidades clinicamente relevantes. Amostras foram coletadas por conveniência e consecutivamente e completaram os questionários PAGI-QOL e SF-36 versão 2. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa. Consentimento informado foi assinado por todos os indivíduos. Resultados: consistência interna: 0,976 (α de Cronbach); reprodutibilidade dos escores totais: 0,841 (coeficiente de correlação intra-classe); e valor p = 0,331 para diferença entre as duas observações; validade de critério entre o escore total do PAGI-QOL e os escores dos componentes físicos e mentais do SF-36 versão 2: rs = -0,289 (p = 0,002) e rs = -0,437 (p <0,001), respectivamente; validade discriminante para todos os domínios: p<0,0001 (Mann-Whitney). Validade de conteúdo foi adequada. Conclusão: O PAGI-QOL em português do Brasil é um questionário válido e confiável para avaliar a QVRS em DF.

PALAVRAS-CHAVES: dispepsia – qualidade de vida – psicometria – estudos de validação – questionários.

By |2016-07-20T14:59:45+00:0027/02/2016|Categories: Artigo Científico|Tags: , , , , , , |