Sorgo! Já ouviu falar?

O sorgo ainda é pouco conhecido por aqui, mas está chegando com tudo com seus benefícios! Há mais de 30 variações desse cereal e apenas 1 é indicada para consumo humano, no entanto, ele já está entre os principais cereais do mundo.

É um cereal muito rico em antioxidantes, como a antocianina, muito presente nas frutas e verduras. É rico em magnésio (bom para os ossos e músculos) e zinco (bom para imunidade, pele, cabelos e unhas), pode aumentar a sua disposição (pois é rico em vitamina B6) e é muito rico em fibras (bom para quem tem constipação, diabetes e para dar mais saciedade a quem quer emagrecer) e pelo seu alto teor de antioxidantes é mais uma opção de alimento para prevenir envelhecimento precoce e câncer.

Para saber mais sobre o sorgo, pedi uma ajuda à engenheira de alimentos, mestre e doutora em Ciências e Tecnologia de Alimentos, Carolina Assumpção e ela contou, baseada em pesquisas científicas, que:
“Entre os compostos bioativos, os compostos fenólicos são a classe majoritária (ácidos fenólicos, taninos e flavonoides) no sorgo. Sendo que o sorgo tem mais compostos fenólicos do que o trigo, cevada, arroz, milho e aveia!

Há evidências científicas de que o sorgo possui características que não permitem a expressão de péptidos tóxicos relacionados à gliadina! Juntando essas informações, sabemos que o sorgo é super seguro para consumo humano, especialmente celíacos! A proteína prevalente no sorgo é a cafirina (que é uma prolamina) e não provoca uma resposta alérgica ou uma reação auto-imune em humanos, como acontece com as proteínas do trigo, por exemplo.

Isso é uma grande vantagem para a indústria de alimentos e para o consumidor em geral. Porém, ainda pouco se sabe sobre a digestibilidade do sorgo em relação às variedades disponíveis. Cuidados para adquirir de marcas conhecidas!

O processamento utilizando calor, pode aumentar a biodisponibilidade de compostos bioativos no sorgo, especialmente ácidos fenólicos (cafeico, ferúlico, etc..) e taninos (aí entram as procianidinas)! Então o processamento térmico pode ser uma ESTRATÉGIA para aumentar a biodisponibilidade dos taninos que estão presentes em altas quantidades no sorgo, mas sem alterar significativamente o conteúdo de outros compostos bioativos”.

Que tal experimentar o sorgo na forma de risoto com legumes? Anote aí:

Ingredientes: 2 xícaras de sorgo integral, 1 cebola, 3 dentes de alho, 2 colheres de cheiro verde, Legumes a gosto (os da sua preferência), azeite e sal. Modo de fazer:Primeiramente coloque os grãos de sorgo de molho de 8 a 12 horas. Depois cozinhe em fogo baixo por no mínimo meia hora. Escorra e reserve. Refogue no azeite a cebola e o alho. Acrescente os legumes e o cheiro verde, deixando no fogo até que cozinhe. Por último misture os grãos de sorgo reservado e tempere com sal a gosto.

PS.: existe sorgo em grãos e na forma de farinha.

By | 2017-07-06T14:30:56+00:00 06/07/2017|Categories: Alimentação, Nutrição e Saúde|Tags: , , , , |