Ácido úrico elevado, gota? Como se alimentar?

A gota é uma forma de artrite dolorosa que ocorre quando os níveis de ácido úrico estão elevados no sangue. Estes provocam a formação de cristais que se acumulam em torno da articulação.

O ácido úrico está entre as substâncias naturalmente produzidas pelo organismo. Ele surge como resultado da “quebra” das moléculas de purina – proteína contida em muitos alimentos – por ação de uma enzima chamada xantina oxidase. Depois de utilizadas pelo organismo, as purinas são degradadas e transformadas em ácido úrico. Parte do ácido úrico permanece no sangue e o restante é eliminado pelos rins. Os níveis de ácido úrico no sangue podem subir porque: 1) sua produção aumentou muito, 2) porque a pessoa está eliminando pouco pela urina, 3) por interferência do uso de certos medicamentos.

A dieta para gota pode ajudar a diminuir os níveis de ácido úrico no sangue. Apesar de não ser uma cura, pode diminuir o risco de crises recorrentes dolorosas de gota e retardar a progressão das lesões articulares. A medicação também pode ser necessária para controlar a dor e para baixar os níveis de ácido úrico.

É recomendado retirar da sua alimentação:

Arenque, anchova, sardinha, cavala, mexilhão, camarão, truta, vieira (tipo de molusco), ovas de peixes. Molho e extrato de carne, caldos e ensopados que contenham carne vermelha. Carnes vermelhas, aves e laticínios ricos em gordura. Vísceras e miúdos: coração, fígado, miolo, língua e rim. Pato, perdiz. Eliminar bebidas alcoólicas, especialmente cerveja, pois é rica em purinas. Carboidratos refinados. Doces/açúcar (inclusive mel), bolos, bebidas e outros produtos adoçados com xarope de milho, como refrigerantes, sucos industrializados e até naturais (por conter frutose, um tipo de carboidrato que eleva o ácido úrico).

É recomendado consumir com cuidado/moderação:

Estudos têm demonstrado que os vegetais ricos em purinas não aumentam o risco de gota. Uma dieta saudável baseada em quantidades normais de frutas e vegetais pode incluir com moderação vegetais ricos em purinas, como aspargo, espinafre, ervilhas, couve-flor ou cogumelos. Você também pode comer em quantidades adequadas feijões ou lentilhas, que são moderadamente ricos em purinas, mas são também uma boa fonte de proteína. Modere o consumo de café pois até o momento não há conclusão a contribuição do mesmo no desenvolvimento da doença.

É recomendado:

Emagrecer é fundamental. A perda de peso, mesmo sem cuidar a ingestão de purinas pode baixar o ácido úrico e beneficiar as articulações. Mantenha-se bem hidratado, bebendo 2 litros de água ao dia. Prefira lácteos desnatados (leite, queijos e iogurtes magros). O consumo regular de cerejas está associado a menor risco de crises de gota. Procurar não exceder 120-170g de carnes magras e peito de frango ao dia. Suplementação de vitamina C (1g) pode contribuir para melhora em conjunto com a dieta e o medicamento. Prefira comer frutas ao invés de tomar sucos, mesmo que naturais (frutose concentrada eleva ácido úrico).

Referências:

http://www.ukgoutsociety.org/docs/goutsociety-allaboutgoutanddiet-0113.pdf

http://www.mayoclinic.org/healthy-lifestyle/nutrition-and-healthy-eating/in-depth/gout-diet/art-20048524

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25252448

http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/1756-185X.12622/abstract;jsessionid=52D2B079C4320B464C73BE3CCD6536D4.f04t01