“Alimentação com shakes”: por que sou contra?

Neste caso, sou categórica e direta ao dizer que: me posiciono totalmente contra shakes que prometem milagres no processo de emagrecimento.

Por quê?

Shakes não educam pacientes que buscam uma vida saudável.

É apenas uma maneira de “tapar o sol com a peneira”, e temporária, por que ninguém vive de shake, porque faz com que o indivíduo fuja do enfrentamento com a comida.

Além disso, ainda o estimula a comer demais, já que as quantidades ingeridas de líquido são grandes e causam a sensação de “estufamento”.

Se você é treinado a se empanturrar de shake e tomar o até “chorinho” mesmo estando estufado, como você acha que vai se comportar quando for comer comida de verdade? Da mesma forma.

E você acha que esse comportamento é coerente para quem busca resultados sólidos? Não!

Quem deseja emagrecer deve aprender justamente o contrário: respeitar o seu estômago, o seu corpo, aprender a identificar a saciedade e parar de comer na hora certa.

Entenda que nada substitui a boa e velha “comida de verdade” nas quantidades adequadas para o seu objetivo.

Leve a saúde a sério, busque apoio profissional, aprenda a se alimentar para garantir resultados duradouros e reais.

Quando estiver à mesa, mastigue bem os alimentos, desfrute das variedades, aprecie as diferentes texturas, cores e sabores. Coma sem culpa, mas sem gula!

Sinta que está nutrindo o corpo e fazendo isso com amor, da forma mais saudável, leve e natural possível!