Aleitamento materno

Sabemos da importância do leite materno para o bebê, seja para o fortalecimento do sistema imunológico ou até para o contato mãe-filho durante a amamentação.
O ideal é que a mãe amamente o bebê até os seis meses, sem oferecer qualquer complemento, como água, chá ou qualquer outro alimento.
Muitas mães oferecem líquidos por que acham que ele sente sede como os adultos, ou para diminuir as cólicas, para acalmar, ou porque pensam que o seu leite é fraco ou pouco e não está sendo suficiente para sustentar adequadamente a criança.
Nesses casos, é necessário que as mães saibam que…
– O leite dos primeiros dias após o parto, chamado de colostro é produzido em pequena quantidade e é o leite ideal para os primeiros dias de vida do bebê, pelo seu alto teor de proteínas.
– O leite materno contém tudo que o bebê precisa até os seis meses, inclusive água. Assim, a oferta de outros líquidos pode até prejudicar o desenvolvimento da criança, pois ela passará a mamar menos.
– Durante a mamada, o bebê deve estar bem posicionado no colo da mãe, para facilitar a pega correta da mama pela criança. A pega errada da mama pode prejudicar o esvaziamento total da mama, impedindo que o bebê mame o leite do final da mamada, que é rico em gordura, e que diminui a fome do bebê. Caso contrário, o bebê não mamará o leite rico em gordura, logo depois estará com fome novamente e a mãe pensará que o seu leite é fraco.
– O tempo para esvaziamento da mama depende de cada bebê, há aquele que consegue fazê-lo em poucos minutos e aquele que o faz em 30 minutos ou mais.

By | 2017-03-01T12:19:25+00:00 29/02/2016|Categories: Nutrição Infantil|Tags: , , , , , |