A “modinha” do goji berry

Se você acompanha as notícias, já percebeu que frequentemente há um novo “super alimento” que promete milagres, uma nova onda saudável que movimenta a mídia.

Um dos mais recentes assuntos é o goji berry, aquela frutinha vermelha que promete acabar com todos os seus problemas.

Mas a questão é: para ter uma alimentação saudável e equilibrada, você não precisa gastar uma fortuna com essas novidades. Existem outras opções riquíssimas em antioxidantes e bem mais em conta, como framboesa, mirtilo, morango (preferencialmente orgânico) e cereja.

É preciso, também, se atentar às possíveis reações adversas a partir do consumo.

O uso do goji berry deve ser indicado com cuidado redobrado para pacientes hemofílicos, idosos, gestantes, alérgicos ao pólen, pessoas com problemas digestivos e/ou que utilizam medicamentos para pressão arterial, diabetes  e varfarina (fármaco anticoagulante usado no tratamento de trombose venosa profunda ou embolia pulmonar).

Além disso, outro fator causa polêmicas em relação ao consumo de goji berry: o alto grau de toxidade.

Segundo esta publicação, a ANVISA da Espanha ordenou que fossem retiradas todas as goji berries do mercado depois de identificar restos de metais pesados e mais e 13 tipos (!) de agrotóxicos na fruta.

 

“Goji berry emagrece?”

Esta é outra pergunta frequente que leva as pessoas a consumirem a fruta.

Aqui, cabe o esclarecimento: nenhum alimento utilizado de forma isolada é capaz de emagrecer, “secar a barriga” e realizar outros tantos “milagres”.

O que faz diferença e ocasiona a perda de peso é a soma de dois fatores: atividade física e alimentação saudável. A partir da realização de uma dieta específica (desenvolvida com atenção especial na individualidade do paciente) os resultados surgirão naturalmente.

Cada caso é um caso. É necessário adaptar a alimentação e incluir determinados alimentos de acordo com a realidade de cada um.

Assim, é possível garantir benefícios e atingir os resultados desejados com equilíbrio, bem estar e saúde em dia.

Fontes de apoio:

http://reidogoji.com/goji-berry-tem-efeitos-colaterais/

https://comidaecologica.com.br/bemvindo/anvisa-da-espanha-manda-tirar-todas-as-gojiberries-do-mercado-devido-a-alto-grau-de-toxidade/